terça-feira, 8 de dezembro de 2009

ARMINIANISMO X CALVINISMO

O termo Calvinismo é dado ao sistema teológico da Reforma protestante, exposto e defendido por João Calvino (1509-1564). Seu sistema de interpretação bíblica pode ser resumido em cinco pontos, conhecidos como "os 5 pontos do Calvinismo" (T-U-L-I-P em inglês):

1 - Total Depravity (Depravação total) - Todos os homens nascem totalmente depravados, incapazes de se salvar ou de escolher o bem em questões espirituais;
2 - Unconditional Election (Eleição incondicional) - Deus escolheu dentre todos os seres humanos decaídos um grande número de pecadores por graça pura, sem levar em conta qualquer mérito, obra ou fé prevista neles;
3 - Limited Atonement (Expiação limitada) - Jesus Cristo morreu na cruz para pagar o preço do resgate somente dos eleitos;
4 - Irresistible Grace - (Graça Irresistível) - A Graça de Deus é irresistível para os eleitos, isto é, o Espírito Santo acaba convencendo e infundindo a fé salvadora neles;
5 - Perseverance of Saints (Perseverança dos Santos) - Todos os eleitos vão perseverar na fé até o fim e chegar ao céu. Nenhum perderá a salvação.

O Arminianismo é o sistema de Teologia formulado por Jacobus Arminius (1560-1609), teólogo da Igreja holandesa, que resolveu refutar o sistema de Calvino.
Armínio apresentou seu sistema em 5 pontos:

1 - Capacidade humana, Livre-arbítrio - Todos os homens embora sejam
pecadores, ainda são livres para aceitar ou recusar a salvação que Deus
oferece;
2 - Eleição condicional - Deus elegeu os homens que ele previu que teriam fé
em Cristo;
3 - Expiação ilimitada - Cristo morreu por todos os homens e não somente
pelos eleitos;
4 - Graça resistível - Os homens podem resistir à Graça de Deus para não
serem salvos;
5 - Decair da Graça - Homens salvos podem perder a salvação caso não
perseverem na fé até o fim.

O sistema teológico de Armínio foi derrotado no Sínodo de Dort em 1619 na Holanda, por ser considerado anti-bíblico.
Por incrível que possa parecer hoje o Arminianismo é o sistema teológico adotado pela maior parte das igrejas evangélicas. As seitas e o Catolicismo Romano também rejeitam o Calvinismo.


1. Livre-Arbítrio ou Capacidade Humana (Arminianismo)
Embora a queda de Adão tenha afetado seriamente a natureza humana, as pessoas não ficaram num estado de total incapacidade espiritual. Todo pecador pode arrepender-se e crer, por livre-arbítrio, cujo uso determinará seu destino eterno. O pecador precisa da ajuda do Espírito, e só é regenerado depois de crer, porque o exercício da fé é a participação humana no novo nascimento.

1. Incapacidade Total ou Depravação Total (Calvinismo)O homem natural não pode sequer apreciar as coisas de Deus. Menos ainda salvar-se. Ele é cego, surdo, mudo, impotente, leproso espiritual, morto em seu pecado, insensível à graça comum. Se Deus não tomar a iniciativa, infundindo-lhe a fé salvadora, e fazendo-o ressuscitar espiritualmente, o homem natural continuará morto eternamente. (Sl 51:5; Jr 13:23; Rm 3:10-12; 7:18; 1Co 2:14; Ef 1:3-12; Cl 2:11-13)


2. Eleição Condicional (Arminianismo)
Deus escolheu as pessoas para a salvação, antes da fundação do mundo, baseado em Sua presciência. Ele previu quem aceitaria livremente a salvação e predestinou os salvos. A salvação ocorre quando o pecador escolhe a Cristo; não é Deus quem escolhe o pecador. O pecador deve exercer sua própria fé, para crer em Cristo e ser salvo. Os que se perdem, perdem-se por livre escolha: não quiseram crer em Cristo, rejeitaram a graça auxiliadora de Deus.

2. Eleição Incondicional (Calvinismo)Deus elegeu alguns para a salvação em Cristo, reprovando os demais. Aos eleitos Deus manifesta a Sua misericórdia e aos reprovados a Sua justiça. Deus não tem a obrigação de salvar ninguém, nem homens nem anjos decaídos. Resolveu soberanamente salvar alguns homens (reprovando todos os demais) e torná-los filhos adotivos quando eram filhos das trevas. Teve misericórdia de algumas criaturas, e deixou as demais (inclusive os demônios) entregues às suas próprias paixões pecaminosas. A salvação é efetuada totalmente por Deus. A fé, como a salvação, é dom de Deus ao homem, não do homem a Deus. (Ml 1:2-3; Jo 6:65; 13:18; 15:6; 17:9; At 13:48; Rm 8:29, 30-33; 9:16; 11:5-7; Ef 1:4-5; 2:8-10; 2Ts 2:13; 1Pe 2:8-9; Jd 1:4)

3. Redenção Universal ou Expiação Geral (Arminianismo)O sacrifício de Cristo torna possível a toda e qualquer pessoa salvar-se pela fé, mas não assegura a salvação de ninguém. Só os que crêem nEle, e todos os que crêem, serão salvos.

3. Redenção Particular ou Expiação Limitada (Calvinismo)
Segundo Agostinho, a graça de Deus é "suficiente para todos, eficiente para os eleitos". Cristo foi sacrificado para redimir Seu povo, não para tentar redimi-lo. Ele abriu a porta da salvação para todos, porém, só os eleitos querem entrar, e efetivamente entram.
(Jo 17:6,9,10; At 20:28; Ef 5:15; Tt 3:5)

4. Pode-se Efetivamente Resistir ao Espírito Santo (Arminianismo)Deus faz tudo o que pode para salvar os pecadores. Estes, porém, sendo livres, podem resistir aos apelos da graça. Se o pecador não reagir positivamente, o Espírito não pode conceder vida. Portanto, a graça de Deus não é infalível nem irresistível. O homem pode frustrar a vontade de Deus para sua salvação.

4. A Vocação Eficaz do Espírito ou Graça Irresistível (Calvinismo)
Embora os homens possam resistir à graça de Deus, ela é, todavia, infalível: acaba convencendo o pecador de seu estado depravado, convertendo-o, dando-lhe nova vida, e santificando-o. O Espírito Santo realiza isto sem coação. É como um rapaz apaixonado que ganha o amor de sua eleita e ela acaba casando-se com ele, livremente. Deus age e o crente reage, livremente. Quem se perde tem consciência de que está livremente rejeitando a salvação. Alguns escarnecem de Deus, outros se enfurecem, outros adiam a decisão, outros demonstram total indiferença para as coisas sagradas. Todos, porém, agem livremente.
(Jr 3:3; 5:24; 24:7; Ez 11:19; 20; 36:26-27; 1Co 4:7; 2Co 5:17; Ef 1:19-20; Cl 2:13; Hb 12:2)

5. Decair da Graça (Arminianismo)Embora o pecador tenha exercido fé, crido em Cristo e nascido de novo para crescer na santificação, ele poderá cair da graça. Só quem perseverar até o fim é que será salvo.

5. Perseverança dos Santos (Calvinismo)Alguns preferem dizer "perseverança do Salvador". Nada há no homem que o habilite a perseverar na obediência e fidelidade ao Senhor. O Espírito é quem persevera pacientemente, exercendo misericórdia e disciplina, na condução do crente. Quando ímpio, estava morto em pecado, e ressuscitou: Cristo lhe aplicou Seu sangue remidor, e a graça salvífica de Deus infundiu-lhe fé em para crer em Cristo e obedecer a Deus. Se todo o processo de salvação é obra de Deus, o homem não pode perdê-la! Segundo a Bíblia, é impossível que o crente regenerado venha a perder sua salvação. Poderá até pecar e morrer fisicamente (1Co 5:1-5). Os apóstatas nunca nasceram de novo, jamais se converteram.
(Is 54:10; Jo 6:51; Rm 5:8-10; 8:28-32, 34-39; 11:29; Fp 1:6; 2Ts 3:3; Hb 7:25)

Arminianismo - Rejeitado pelo Sínodo de Dort
Este foi o sistema de pensamento contido na "Remonstrância" (embora originalmente os cinco pontos não estivessem dispostos nessa ordem). Esse sistema foi apresentado pelo arminianos à Igreja na Holanda em 1610, mas foi rejeitado pelo Sínodo de Dort em 1619 sob a justificativa de que era anti-bíblico.

Calvinismo - Reafirmado pelo Sínodo de Dort
Este sistema de teologia foi reafirmado pelo Sínodo de Dort em 1619 como sendo a doutrina da salvação contida nas Escrituras Sagradas. Naquela ocasião, o sistema foi formulado em "cinco pontos" (em resposta aos cinco pontos apresentados pelos arminianos) e desde então tem sido conhecido como "os cinco pontos do calvinismo". Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

61 comentários:

  1. Parabéns pelo artigo, Isaías.

    Se me permite, deixo um link de um artigo que aborda a historicidade do calvinismo e arminianismo:

    O Calvinismo e a Velha Heresia Arminiana

    Penso que seja bastante proveitoso a divulgação da história de nossas teologias, para não abraçarmos uma teologia historicamente rejeitada pela igreja cristã.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. você chama de heresia, agora prove Biblicamente que DEUS não deu a opção de fazer o certo ou o errado " Se bem fizeres, não é certo que serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar.
      Gênesis 4:7" se isto aqui não for livre arbítrio então DEUS esta brincando com caim, "olha você pode dominar " "bobão acha que vou deixar ele sair do pecado, nem sabe que ta condenado" o calvinismo apresenta então um DEUS sádico e o que dizer das parábolas de Cristo os dois caminhos, as duas portas, vai gasta agora o teu grego tentando forçar o texto, na tentativa de dizer que isso não é escolha.

      Excluir
  2. O artigo é bom, mas é tendencioso, mesmo que queira parecer imparcial fica claro para quem não é leigo no assunto que não é, ou seja, é partidarismo religioso clássico. Explico:
    1) O sínodo de Dort foi um sínodo nacional e não global, e teve lugar em Dordrecht, na Holanda em 1618/19, pela Igreja Reformada Holandesa (liderada por pupilos de Calvino). 2) Se é historicamente rejeitada fique sabendo que daqui algumas décadas ficaremos conhecido como propagadores da doutrina que prevaleceu sob o calvinismo, ou seja, é a TULIP que ficará historicamente rejeitada. Pois é conhecido mundialmente que o livre arbítrio é ensinado esmagadoramente na maioria das igrejas no Brasil e no mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alencar quantidade não significa autenticidade e nem qualidade. Graça e Paz Amado!

      Excluir
    2. Gostaria de sabe, que tipo de qualidade você esta querendo, pois se houver mais qualidade histórica do que vi no comentário acima, então você desconhece o significado da palavra qualidade.

      Excluir
  3. O importante aqui não é se o Sínodo foi nacional ou global, e sim que o livre-arbítrio é um ensinamento errado, e o caso de ser ensinado "esmagadoramente" como você diz,o que isso tem haver? Isso não dá nenhuma autêntidade, é apenas volume e mais nada, não tem base alguma nas escrituras. Como um ser humano pode ser livre se há um Deus totalmente soberano?

    Em Romanos 1.18, Paulo ensina que todos os homens, sem qualquer exceção, merecem ser castigados por Deus. “A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça.” Se todos os homens possuem “livre-arbítrio”, ao mesmo tempo em que todos, sem qualquer exceção, estão debaixo da ira de Deus segue-se daí que o “livre-arbítrio” os está conduzindo a uma única direção — da “impiedade e da iniqüidade”. Portanto, em que o poder do “livre-arbítrio” os está ajudando a fazer o que é certo? Se existe realmente o “livre-arbítrio”, ele não parece ser capaz de ajudar os homens a atingirem a salvação, porquanto os deixa sob a ira de Deus”

    Prefiro crer que Deus é quem controla minha vida, e não eu mesmo, que seja anatema essa história de livre-arbítrio.

    A não ser que você esteja confundindo esse suposto livre-arbítrio com outra coisa, chamada vontade de escolha (natureza humana), minha recomendação é estude mais a respeito do assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. QUE PENA QUE AINDA EXISTA PESSOAS QUE Ñ CRÊEM NA EVANGELIZAÇÃO P/ SALVAÇÃO, RM10.13-15... JO3.16...EZ33.11-"Dize-lhes: Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho, e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois, por que razão morrereis, ó casa de Israel?"

      Excluir
    2. Se me permite, tenho algumas perguntas, me responda por favor: Na passagem de Hb6.4-6, eu pergunto: ''como eles poderiam ter experimentado a graça da qual APOSTATARAM, se CRISTO nunca morreu por eles''????

      Excluir
    3. Em 2Pe 2.1 eu também pergunto: Á quem o SENHOR resgatou sem ser pela sua morte?? Então, seria um PECADO p/ o REJEITADO negar que CRISTO morreu por ele, se, JESUS morreu apenas pelos eleitos?? segundo os calvinistas.

      Excluir
    4. Em Jo 3.16 eu pergunto: CRISTO teria morrido só p/ confirmar a SALVAÇÃO dos que JÁ ERAM seu povo?? Então por quê em vez de tá escrito ''p/ TODO AQUELE que nele crê'' ñ está escrito ''P/ TODO AQUELE que EU ESCOLHI''. Nessa passagem DEUS usou de pegadinha com as pessoas??

      Excluir
    5. Amigo Gerson, você mesmo já deu a resposta. "para todo que nele crê." Somente os escolhidos, eleitos e predestinados à salvação é que podem crer :)

      Excluir
    6. Com relaço a Hebreus 6. 4-6 vc está interpretando absurdamente errado. O que o autor de hebreus diz e justamente que é impossível que alguém que uma vez tenha sido iluminado, caia ou se desvie.
      Quem se desvia, apostata, é porque nunca foi iluminado.
      Gostaria que reformulasse melhor sua pegunta sobre 2 Pe 2.1 porque não consegui compreendê-la.

      Excluir
    7. Vc afirma que “A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens..." e isso claramente não afirmar que todos os seres humanos estão sujeitos há ira de Deus.
      Alguém pode crer que Deus está no controle se o mesmo estiver andando nos caminhos do Senhor.
      Não basta acreditar no acaso. Essa história de uma vez salvo eternamente salvo não têm apoio bíblico.

      Excluir
    8. Respondendo ao blog apologética.
      1º - Examinando o texto sem apenas ler o verso 18, podemos ver claramente que Paulo fala para salvos que estão fraquejando veja o verso 21 do mesmo capitulo"Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.
      Romanos 1:21",
      2º - O livre arbítrio não é para nos conduzir a salvação, e sim quando o conhecimento do que correto chegar através da palavra revelada pelo Espirito Santo, o homem possa ser convencido do seu pecado Jo 6 7-11.
      3º - O livre arbítrio é sim a vontade humana de escolher, aquela do jardim e do fruto se comerdes certamente morrereis Gn 1.17.
      Agora fica as perguntas.

      1º Porque se irá com alguém que eu mesmo determinei que ele nunca irá mudar?
      2º Pra que convencer se tem a certeza que ele jamais se perderá?
      3º Pra que colocar um fruto para conhecimento do bem e do mal se só existia o bem?
      4º - Quem desvaneceu? Ao ponto de ficar com o coração escurecido? E se estava escurecido é porque um dia foi iluminado?
      Por ultimo Deus também esta no controle da minha vida, não porque ele invadiu minha privacidade, mas porque quando eu ouvi a sua voz batendo a porta do meu coração, aceitei o convite e deixei que ele entrasse. Convencimento não é imposição.

      Excluir
    9. Livre arbítrio é o poder que cada indivíduo tem de escolher suas ações.
      Portanto somos fruto de nossas escolhas.

      Excluir
  4. Sou evangélico batista e recém-convertido, acho que esse papo aqui é para os mais entendidos do assuntos, é para os fariseus da vida moderna.

    Eu, João, prefiro crer no amor incondicional e irrestrito de Deus revelado na vida de Jesus Cristo.

    O meu livre-arbítrio foi consumado a partir do momento que decido seguir a Jesus, fui morto para o mundo e renascido em Cristo (Gálatas 2.20).

    E por favor, não confunda livre-arbítrio com viver-sem-limites.

    É o que penso, o que vivo. Mas eu ainda não sou um fariseu moderno... não sou estudado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem estuda é fariseu? Procurar entender o assunto é farisaísmo?

      Excluir
  5. amados em Cristo eu gostaria de escrever sobvre o assunto tenho estudado as duas doutrinas, e vejo que certos pontos do calvinismo estão corretos, e também certos pontos do arminianismo, creio que ao homem é impossivel se achegar a Deus sem a ação do Espirito Santo, mais o que ainda não conseguiram me explicar é o ponto da responsabilidade humana, e mais ainda qual o papel de satanas nisso tudo? são duvidas tenho mais, mais quero fazer outra hora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O papel de satanás nisso tudo é de acusador meu amigo. Basta ler Jó. Com relação à responsabilização humana, ela é paradoxal, é algo incompreensível para a mente humna, sendo impossível de harmonizá-la com a depravação total. Mas a realidade é que ela existe sim, somos responsáveis por nossos próprios atos, mesmo com o nosso destino já decidido.

      Excluir
  6. ...independente do Eterno saber quem dos os homens já estão salvos...qual a convicção humana que temos ao sabermos do plano salvífico !!estamos trilhando o caminho certo.Será que estamos convicto que somos eleitos?
    o que nos leva a crer que fomos inseridos no projeto de salvação do Eterno.
    ainda que não sejas salvo..pelo menos fomos uma resposta ao profeta Isaias "quem deu a nossa pregação" glorias ao Senhor que até aqueles que não estava incluidos no projeto creram!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o ponto de ue vc foi salvo é porque vc creu. a graça de Deus foi derramada sobre vc e mesmo que peque por conta da sua natureza e não porque vive no pecado como antes,vc o que mostra q vc nasceu de novo é nojo por não ter agradado quem te salvou.

      Excluir
  7. Defender o Arminianismo? pq ? Os defensores não tem base teologica pra isso e tentam mudar o texto sem analizar o contesto..uma gama de teologos estudam e comprovam hermeneuticamente ou seja na luz original em que foi escrita a biblia...mas vcs leigos que acham que entendem algo so pq ouviram falar e não procuram estudar ..calvino foi apenas um começo...defender alto suficiencia do homen? panos de feridas ,servos inuteis..kkk rir ou chorar ??irmão Isaias vc e um homen sabio de Deus...lembra na parabola do semeador que os dicipulos tiveram duvida e Cristo explicou so pra eles...pq ele n queria q os outros soubessem do Logos do misterio que e Cristo jesus.

    ResponderExcluir
  8. Todos temos livre arbítrio e todos somos eleitos!A Graça abrange o mundo a liberdade de aceitar o Senhor Jesus é para todos,os que se rendem ao Espírito Santo são os eleitos do Pai,aqueles refratários que não O aceitaram já estão condenados com o mundo."mas aqueles que O receberam deu-lhes o direito de serem chamados filhos de Deus."

    ResponderExcluir
  9. Bem,joão3.16 Deus amou o mundo e Jesus salva todo aquele que crer,em Marcos 16.15 Jesus ordenou seu discípulos a pregar por todo o mundo e seria salvo,quem crer e for batizado,em Mateus11.28 Jesus convida todo vinde a mim,em João6.37 Jesus disse todo que a mim vem não lançarei fora,em atos 17.11 arrependa-se,em Lucas9.23Jesus disse se alguém quer vir,em Marcos1.14-15 Jesus pregou arrependei-vos e crede no evangelho.E muitas outras passagens das escrituras prova o chamado de Deus À humanidade.

    ResponderExcluir
  10. Amigo. Pelo visto neste artigo vc não colocou os versículos que os arminianistas utilizam para defender a sua tese, por quê será né? :o

    Tem dois problemas no calvinismo. Primeiro ele vai contra a bondade de Deus. Ele acaba alegando que Deus criou pessoas para serem jogadas ao inferno - Ele as joga, porque Ele quer mada-las ao inferno. Segundo ele vai contra vários versículos da bíblia : João 3:16, Ezequiel 33: 11 e entre outros versículos.

    Tantos católicos e outras denominações evangélicas: não aceitam o calvinismo não porque não querem, mas porque vai contra a bondade de Deus (como eu comentei aí em cima).

    SE vc pesquisar sobre a defesa desses pontos arminianistas - tu verás que a bíblia defende todos esses pontos.

    Fique na paz!

    ResponderExcluir
  11. amigos calvinistas, expliquem o capítulo 33 de Ezequiel, onde Deus afirma que o justo, se pecar, não tem justificativa nenhuma em sua justiça, para escapar da condenação; tampouco o ímpio, se convertendo, não tem suas antigas impiedades levadas em conta. Ora, é vísivel que Deus tanto condena um justo, caso peque e não se arrependa, como justifica um ímpio, caso se arrependa, nao imputando sua vida antiga. Então, como podemos explicar um justo se perdendo, se a justiça de Cristo se vale de predestinação? A teologia de Calvino explica a conversão, mas não a queda de uma pessoa que já tenha aceitado a Cristo. Sansão foi predestinado por Deus, mas como explicar tanta coisa errada que ele fez, se ele era predestinado? Ora, certamente, ele escolheu fazer o que fez, assim como escolheu buscar a Deus no final de sua vida...

    ResponderExcluir
  12. João 3.16, o apóstolo fala: Porque Deus amou O MUNDO... e não amou apenas os escolhidos...?

    ResponderExcluir
  13. Existe um pouco de engano e exagero sobre o livre-arbítrio, ele não salva o homem, mas também não é contrário a soberania ou ao poder de Deus. Com certeza não é através dele que chegamos a Deus, é através de Cristo. A escritura ensina que Deus não obriga ou força, aliás obrigar ou forçar não é sinonimo de soberania. Deus enviou seu filho para a salvação de todo aquele crê, isso é graça, e se é por graça, não é por obra, também não é por força ou predestinação. Deus não faz acepção de pessoas, ele possibilitou pelo seu próprio poder a salvação a todos os homens. . Toda atitude, toda obra, toda condição para a salvação do homem, Jesus Cristo realizou, e recebe-lo não é mérito.

    ResponderExcluir
  14. A Bíblia dá respaldo para as duas teses.
    No entanto, agora não é hora de discutir com que está com a razão, mas de estar firme na presença do Senhor, buscando cada vez mais a presença de Deus e vigiando e orando com todas as forças.
    Quem está afastado, não espere para "ver" o que vai ser. Reconcilia-te logo com Deus. Quem está quase caindo, peça forças para se erguer novamente. Quem não tem certeza da salvação, ore a Deus e peça para Ele retirar de sua vida tudo aquilo que não agrada ao Espírito Santo de Deus, e não tente encontrar na Bíblia desculpas para continuar levando uma vida espiritual natural e pobre. Afinal Deus quer homens e mulheres revestidos e que possam dizer o mesmo que Paulo: combati o bom combate...
    Que Deus nos ajude a andar com dignidade e nos prepare para o dia do arrebatamento, ou de nossa morte, em nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

    ResponderExcluir
  15. Concordo com vc Hubner Rocha; estar na hora de unirmos forças para lutar contra as hostes malignas no reino do espírito, que estão se levantando contra a Igreja (nós como igreja e corpo de Cristo), querendo nos aprisionar amordaçados e tentando nos tirar o direito que nos é constituído pela lei Federal deste País que é laico. Igreja do Senhor saiam de suas poltronas confortáveis dos templos. Não a Ponografia Infantil, Não a Prostituição, Não a Pedofilia, Não as Drogas, Não ao Aborto, Não somos Homofóbicos(não queremos violência contra os homossexuais), mas queremos que os valores da Família sejam respeitados. Sejamos como a bíblia nos relata " ...Eu e minha casa serviremos ao Senhor..." e " ...Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor..." Graça e Paz em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir
  16. Os cinco pontos arminianos se sustentam sobre o "livre arbítrio ".; Se retirarmos esta base, o armimianismo se desmonta. Então no meu entender este debate deve começar por aí. Eu desafio a quem acha que possa, provar biblicamente que Deus realmente deu ao homem este tal de "livre arbítrio" se nem aos anjos que são biblicamente falando, superior aos homens. Graça e Paz a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elias Barbosa, deixa eu ver se entendi... você quer dizer que satanás foi criado por Deus, já com o objetivo (missão) de desobedecer a Deus? ou ele decidiu ("livre arbítrio") desobedecer?
      Obs: Concordo plenamente com Hubner Rocha

      Excluir
  17. O sacrifício de Jesus foi em vão???
    Se existe um grupo eleito para ser salvo e outro para o inferno para que o milagre da Cruz???
    O interessante é no momento em que se discute doutrina e teologia milhares de almas estão perecendo pois nunca ouviram sequer falar de Jesus e isso como fica???
    Por favor gente vamos arregaçar as mangas e trabalhar para o reino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certo, vamos ignorar a teologia e trabalhar para o reino, feito tapados que nem se quer entendem o que fazem e nem conhecem o Senhor a quem servem?
      Augusto, a salvação é em Cristo e não através da predestinação. A salvação é em Cristo! Mas Cristo não morreu por todas as pessoas do mundo. Cristo morreu por muitos, para resgatar a muitos, para salvar e tirar os pecados de muitos (como dizem em muitos versículos). Afinal, Cristo morreu por todos os pecados do homem, mas não por todos os homens. A descrença é um pecado, não é? Se Cristo morreu por todos os pecados de todos os homens, como podem haver descrentes? Será que Cristo não morreu por todos os pecados então? A morte de Cristo teria sido em vão e insuficiente para expiar o pecado da descrença? Visto que sabemos de pessoas que morreram descrente ao longo da história, não é possível que Cristo tenha morrido por todos os pecados de todos os homens, mas por todos os pecados de alguns homens. Isso é o que dá segurança e certeza de sucesso na evangelização. Saber que ali, tem alguém ouvindo que será tocado pelo Espírito, será regenerado ao ouvir a Palavra, será salvo, crerá! Pela garantia do Sacrifício Perfeito e Eficiente de Cristo! E isso, dá mais segurança, mais amor e mais gratidão a Deus, por saber que, mesmo eu sendo totalmente incapaz de crer, Cristo morreu por todos os meus pecados, me dando a Sua vida!

      Excluir
  18. Deus não predestinou apenas pessoas para a salvação. Deus como soberano que é predestinou pessoas a serem condenadas! Vê isso:

    "E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo."(Mateus 10-28)

    "Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;"
    Mateus 25:41

    O livre arbítrio não conflita com a soberania de Deus. Oras, fosse verdade, Deus o teria dado a Adão? Teriam muitos anjos escolhido seguir ao diabo, teria o próprio diabo se rebelado sem livre arbítrio?

    Oras Deus dá o livre arbítrio ao homem, mas por ser soberano tem o direito, Justo Poder de puni-lo por sua rebeldia e desobediência.

    O calvinismo não entende que Deus É JUSTO. Não existe JUSTIÇA em uma escolha sem critérios.

    Vejam: o homem busca a justiça, Deus não BUSCA JUSTIÇA ele é A PRÓPRIA JUSTIÇA.

    Seria uma contradição absurda Deus não salvar o homem sem que o mesmo não tivesse 50% de participação.

    O calvinismo não entende que Jesus morreu por muitos, não por que Ele escolheu muitos e não todos... Mas pq [aliança para salvação]isso ocorre por meio de aliança.

    O casamento é simbolo da aliança entre homem e mulher 50%+ 50%= 100.

    "Este cálice é a Nova Aliança em meu sangue, que é derramado em favor de vós."

    'Isto é o meu sangue, o sangue da Aliança, que é derramado em favor de muitos".

    O calvinismo não entende que a Aliança é feita SEMPRE entre duas pessoas:
    "Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?"
    Amós 3:3



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Em nenhum momento Deus deu "Livre Arbítrio" ao homem ou a quem quer que seja. Deus dá ordem e mandamento, "...faça tal, e não faça tal..."

      Agora o homem tomou para si o livre arbítrio desobedecendo as ordenanças de Deus. Só quero afirmar aqui que Deus nunca deu ao homem o livre arbítrio...mas o homem sempre que o desobedece toma para si o livre arbítrio.

      O Princípio de Livre arbítrio nasceu por desobediência, então Livre arbítrio é desobedecer a Deus. Para estar com o Senhor não tem outro caminho senão a obediência, ou seja renuncia da "pompa pobre que herdamos de Adão, o Livre arbítrio.

      Ex: O casamento só é casamento, e só pode dar certo como casamento se houver rejeição de Livre arbítrio. O homem não vive mais para si, nem tão pouco a mulher vive para ela e sim para o marido.

      Em relação a Deus se quisermos estar com ele rejeitemos qualquer livre escolha por amor a Ele, senão vai nos expulsar do paraíso como fez com Adão e Eva expulsando-os.

      A questão é entender sobre o assunto da "Responsabilidade Humana".

      Enquanto deixo o SENHOR assumir meu viver, é Ele quem se responsabiliza por mim, mas quando toma para mim as decisões a responsabilidade é minha.

      Outra questão é a seguinte: Interpretar a Bíblia na "Cosmo Visão Humana" é muito problemática. Porque interpretação bíblica tem que ser na Cosmo Visão de Deus, pois Ele tem visão do TODO e nós apenas em PARTES.

      Mas como é possível ter a Cosmo Visão de Deus? Através do Espírito Santo! O Seu Espírito perscruta as profundezas de Deus e nos faz saber...em outras palavras...podemos conhecer a Cosmo visão de Deus.

      A Onisciência de Deus permite Ele saber a destinação do TODO.
      O Deus Pai em sua Grandeza tem uma visão "privilegiada" Ele vê o Passado, Presente e Futuro de uma vez só. Todos esses tempos para nós, é um tempo só para Deus, nossa visão só enxerga em parte.

      Portanto Deus vê o início, meio e fim acontecendo, assim Ele sabe o que sucederá no começo e sabe qual será o fim.

      O interessante que se olharmos a bíblia na nossa Cosmo visão humana veremos que Jonas estava fugindo, por que vemos em partes...
      Mas se olharmos com a Cosmo visão de Deus entenderemos que Jonas fugindo estava executando a vontade de Deus.

      Quem é estudioso da bíblia sabe que o povo de Nínive (capital da Assíria) acreditava em um "deus" metade homem e metade peixe...então qual seria a melhor forma daquele povo abrir o coração para ouvir um mensageiro?

      Claro que é vendo ou sabendo que um homem surgiu do mar de um grande peixe. Os estudiosos sabem que estou falando de Antropologia, Deus entra na cosmo visão humana e através do missionário faz o povo entender a Cosmo visão Dele.

      Paulo foi um grande (Antropólogo) quando mostrava seu conhecimento da cultura e o contexto do povo a ser pregado o evangelho, principalmente quando ele dizia: " me fiz isso...para aquilo..."

      Estou falando tudo isso para contextualizar meu entendimento que: Somente tendo a mente de Deus por intermédio do seu Espírito e somente assim, vamos conseguir interpretar a Bíblia segundo a ótica de Deus e não segundo a ótica humana.

      A partir daí vamos perceber a Soberania de Deus na historicidade não só coletiva, mas também individual...

      Por fim sabemos que nem todos serão salvos, mas se entramos na Cosmo visão de Deus saberemos se somos salvos, pois ele de antemão poderá derramar por seu Espírito em nossos corações a convicção irrefutável dessa condição.

      Excluir
  19. Outro erro absurdo do calvinismo é dizer que o homem por estar morto não pode escolher a salvação.

    O erro não está na condição humana de morte.

    O erro está em confundir morte condicional e morte definitiva.

    A morte condicional se trata do estado temporário humano. Ou seja o homem está morto em seus delitos, mas ela ainda está vivo.

    A morte definitiva se refere ao grande julgamento onde o estado dessa separação entre indivíduo e Deus será irreversível, e ocorrerá o JUSTO CASTIGO.

    Não há chances para os mortos fisicamente após o ministério de Jesus. Jesus veio morrer pelos vivos; mortos em seus delitos e pecados.

    Se o homem segundo o calvinismo esta morto. Está morto por que?

    Por que pecou? Mas como um ser sem livre arbítrio pode ser acusado de pecado????

    Seria mesmo o homem desculpável diante de Deus como prega o calvinismo?
    Mentira!!! Os homens tem sim a capacidade de discernir a existência de Deus, bem e mal, justiça e injustiça, mesmo sendo filhos das trevas:

    Portanto, a ira de Deus é revelada do céu contra toda impiedade e injustiça dos homens que suprimem a verdade pela injustiça,
    pois o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou.
    Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis;
    Romanos 1.18-23


    Oras não foi justamente por causa do JUSTO JUÍZO de Deus que veio Cristo como pecado em nosso lugar?????

    "Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus."

    ResponderExcluir
  20. Essa discussão de calvinismo e arminiano, não vai parar nunca... Eu creio no arminianismo e ponto final. Meu amigo calvinista você crer na eleição, glória a Deus na alturas e paz na terra aos homens de boa vontade! Espero em Deus que todos nós encontremo-nos na Glória, seja predestinado para os Calvinistas ou Livre arbítrio para os arminianos. Ei, vamos cuidar de nossa família em vez de ficar achando que somos donos da VERDADE! Vamos orar, amar o próximo com a nós mesmos e a Deus sobre todas as coisas... Isto, com certeza, será mais relevante que este bate boca. Feliz Natal para quem comemora, eu comemoro o nascimento de Cristo, mas pra quem não comemora, boas festas de final de ano. rs rs rs!

    ResponderExcluir
  21. Deus não é irracional.

    O homem que almeja a salvação da sua alma não pode se apoiar em uma crença irracional.

    A predestinação defendida pelo calvinismo é irracional.

    Não existem seres humanos especiais, porque todos pecaram.

    A salvação é condicionada a ação humana:

    Vigiai,
    Combateis,
    Entrai,
    Buscai,
    Esforçai-vos,
    Negues,
    Arrependei-vos,
    Animais-vos,
    Perseveres até o fim,
    E etc...

    A parte de Deus já foi feita, caso contrario, seria IMPOSSÍVEL para o homem ser salvo.

    ResponderExcluir
  22. Querido belo blog porém tendencioso, uma pena.

    ResponderExcluir
  23. amados irmãos jesus falou: o profeta não tem honra em sua própria casa¨. ora jesus iria perder tempo com aquelas pessoa em jerusalém para evangelizar e realizar milagres?srs: calvinistas tenham dor. DEUS não mente.

    ResponderExcluir
  24. Arminianismo é heresia? Então o que o que os Calviniscrentes dizem disso: "Porque Deus amou o MUNDO de tal maneira que DEU seu Filho Unigênito para que TODO aquele que nele crê NÃO PEREÇA mas tenha a vida ETERNA." (João 3:16) e "Vivo eu, DIZ O SENHOR: Que NÃO tenho prazer na morte do ÍMPIO, mas em que o ímpio se CONVERTA e VIVA." (Ez 33:11). O Arminianismo nunca disse que a Graça não existe,mas o Calvnismo sempre afirmou que o livre-arbítrio é uma ilusão. Não se trata de exaltar uma e negar outra, mas sim admitir que as duas existem e COEXISTEM em bela harmonia. Nisso o Arminianismo foi mais feliz. O fato delas caminharem juntas e ambas serem fundamentais é mistério de Deus, que talvez Ele possa nos revelar na Glória!

    ResponderExcluir
  25. Resumindo meu comentário anterior : "Deus, eu não posso sozinho!"-Calvino/"Deus, eu Te buscarei!"-Armínio. É 50% pra cada lado!

    ResponderExcluir
  26. As duas corrente teólogica se completam na graça de Cristo Jesus; a bíblia dis que devemos ouvir e retê o que edifica .

    ResponderExcluir
  27. Sobre isto oq recomendo é q levem uma vida santificada , uma coisa posso dizer ,a salvação tem sintomas e seus sintomas são uma vida voltada pra vontade de Deus :
    4. Quem diz que conhece a Deus, mas não cumpre os seus mandamentos, é mentiroso, e a Verdade não está nele.
    5. Por outro lado, o amor de Deus se realiza de fato em quem observa a Palavra de Deus. É assim que reconhecemos que estamos com ele:
    6. quem diz que está com Deus deve comportar-se como Jesus se comportou
    I João 2
    Se alguém diz q é predestinado e vive fazendo coisas q desagradam a Deus engana a si mesmo.
    Enquanto nós evangélicos nos degladiamos sobre CALVINISMO e ARMINIANISMO a ICAR fica procurando bases na bíblia pra sua idolatria e culto as imagens e desviando a muitos, penso q devemos rever quais são nossas prioridades doutrinarias pra q possamos salvar vidas !

    ResponderExcluir
  28. Segundo os lesados calvinistas "quem é iluminado"(termo budista) não cai nem se desvia neh? Alguém de vcs tem coragem de dizer que o rei Davi(rei segundo o coração de Deus) nunca foi "iluminado" de verdade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez você seja lesado e não entende. O calvinismo prega que não perdemos a salvação, mas todos continuam pecando, pois é da natureza humana, e o Espirito Santo nos incomoda e nos renova, assim como fez com Davi. Mesmo fazendo tudo o que fez, ele não perdeu a salvação. Seu argumento é nulo.

      E como você explica a escolha diante da Soberania de Deus? Se ele é Onipotente, Onisciente e Onipresente, como você escolhe sem que ele saiba de sua escolha previamente? Você o surpreende?

      Como é dito em Romanos, Deus amou a Jacó e se aborreceu de Esaú, antes mesmo de nascerem, e praticarem o bem e o mal. E quem somos nós reles seres humanos, para questionar as escolhas de Deus?

      Ele criou o bem e o mal, o certo o e errado.
      Assim como o oleiro, faz um vaso para servir de vaso de flores, e outro para ser privada. Deus nos criou, uns para vida eterna, e outros para morte eterna. É bíblico, e indiscutível.

      Os arminianos não aceitam o calvinismo, pois não conseguem aceitar, que não tem controle sobre suas escolhas, e de que TUDO é governado e determinado por Deus.

      Excluir
  29. Davi, mesmo em constante contato com Deus...caiu, pecou, matou o amigo e ficou com sua mulher e foi punido por Deus. Mesmo assim, Deus o perdoou e o honrou mais tarde. Se a coisa fosse como os calvinistas mentecaptos pensam, então isso nao aconteceria. Davi nunca teria pecado desta forma. Se Davi, que foi o rei segundo o coração de Deus pecou, apostatou e caiu, imagina nós.

    ResponderExcluir
  30. Estaríamos todos mortos e fadados ao inferno, pq mesmo depois de termos sido batizados e conhecido a palavra de Deus caímos, pecamos e nos desviamos da vontade de Deus. Porém, pela graça de Deus, podemos nos arrepender e voltar para Deus...e Ele sempre estará de braços abertos nos esperando!

    ResponderExcluir
  31. E até pq..."Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós."

    (1 João 1:8)

    ResponderExcluir
  32. rmínio têm problemas. É como se as duas doutrinas fossem possíveis.

    ResponderExcluir
  33. Fran,

    "O calvinismo prega que não perdemos a salvação"

    O calvinismo prega que os escolhidos não perdem a salvação...

    Então vc está admitindo que o pecado não tem relevancia para uma pessoa ser salva.

    Logo não tem como saber se estou salvo ou não, pois não é pelo fato de eu pecar ou não, masd simplesmente se Deus me escolheu ou não.

    E é possivel que eu viva muito tempo "seguindo" a Cristo e no ultimo dia da minha vida eu cair e simplesmente sofrer o dano da segunda morte.

    Assim como é possível alguem viver toda a vida no erro e no ultimo dia se arrepender e desfrutar da vida eterna.

    Enfim, estamos numa perspectiva contigente.

    "E como você explica a escolha diante da Soberania de Deus? Se ele é Onipotente, Onisciente e Onipresente, como você escolhe sem que ele saiba de sua escolha previamente? Você o surpreende?"

    Deus é soberano logo não existe livre arbítrio.[???]

    Isso é falacia...

    Não reduza Deus a onipotencia,onisciencia, onipresença.

    Não te esqueças que Deus também é a base da justiça, de valores morais, bondade, misericórdia e é definido não como Alguem que ama, mas definido como o PRÓPRIO AMOR.

    O que você está fazendo é negar todos estes atributos Divinos para sustentar anular o livre arbítrio.

    Quando na verdade todos estes atributos não se anulam entre si, mas sim que se equilibram.

    Depois o fato de não surpreendermos a Deus não anula o livre arbítrio. Na verdade isso seria contra a onipresença de Deus.

    Como Deus está em todos os lugares, isso inclui o tempo cronológico. Deus poderia estar surpreso num estado real e não surpreso em outro estado real.Ou seja o passado o presente e o futuro na perpectiva de Deus são reais ao mesmo tempo.Pois ele próprio não está sujeito a uma ordem cronológica de eventos.

    A perspectiva que o calvinismo dá aos atributos[especificamente onisciência,onipresença,onipotência] divinos parecem defeituosas, antropoformizadas. Ao passo que os atributos que são objetivos eles tendem a não antropoformizar >>> Justiça, Amor, misericórida. Ou seja a nossa noçã de justiça,amor é diferente da de Deus ... Quando na verdade esses atributos em si mesmo não podem ser antropoformizados, fazer isso seria nega-los como axioma, base para fundamentar a moral, ordens Divinas, mandamentos, conselhos que trazem vida e vida abundante [...Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância].

    "Como é dito em Romanos, Deus amou a Jacó e se aborreceu de Esaú, antes mesmo de nascerem, e praticarem o bem e o mal.?"

    Você está usando a sua perspectiva de tempo para interpretar uma ação divina?

    Nem muito menos quer dizer que os atos de ambos foram programados por Deus, tirando deles o livre arbítrio. Nem faria sentido Ele ter qualquer sentimento com relação a eles, ou esses sentimentos seriam uma verdadeira ilusão, pois não foram causados por livre arbítrio, mas sim pré-programados por Deus... Dentro deste conceito calvinista o ser humano é tão igual a Deus quanto um bonobo o é.


    "E quem somos nós reles seres humanos, para questionar as escolhas de Deus"

    Não se trata de negar as escolhas de Deus, se trata de negar ações que contradizem TODA a natureza Divina... Seria o mesmo que eu afirmar que, pelo fato de Deus ser onipotente então ele pode pecar,pode ser injusto, pode mentir. Mas isso seria contraditório com sua natureza santa, pura, amorosa, incorruptível.

    Então você tem que lidar com afirmações calvinistas que estão manchando alguns atributos Divinos.

    ResponderExcluir

  34. "Ele criou o bem e o mal, o certo o e errado."

    Ah tah! Deus criou Hitler, criou a idolatria, criou o homicídio, o estupro, o amor, a amizade, o odio, a inveja.

    Que absurdo!!!

    "Os arminianos não aceitam o calvinismo, pois não conseguem aceitar, que não tem controle sobre suas escolhas, e de que TUDO é governado e determinado por Deus."

    Se todas as minhas ações são governadas por Deus e não por mim, logo Deus entra em contradição ao declarar que todos pecaram e destituídos estão da Sua gloria. Pois se não sou eu de fato e de verdade quem escolhe agir, logo não sou reu de pecado algum. Nem muito menos Cristo teria que morrer por mim, pois o pecado não é uma escolha minha mas sim de Deus, e isso seria mais contraditório ainda pois Jesus é Deus-Filho, logo Deus teria de morrer por si mesmo,pelos pecados criados por Si mesmo.

    Esse concceito de que Deus criou tanto o bem quanto o mal é um absurdo lógico... Você precisa entender o conceito da passagem que fala que Deus diz
    "bem e mal os crios"... Tem muito a ver com retribuir o individuo segundo a sua escolha, ele criou a lei da retribuição na medida certa, justa.

    ResponderExcluir
  35. Notem que o próprio Calvino foi um predestinado, um "escolhido" para amarrar a uma estaca um homem sério e íntegro, e atear fogo, matando-o impiedosamente, e cujo 'crime' fora manifestar seu livre pensamento em relação a determinados aspectos das teses (meras teses) do francês de nome aportuguesado João Calvino.

    ResponderExcluir
  36. E vejam, mais, um dos grandes momentos de Calvino na elaboração de suas teses doutrinárias, quando ele diz nas 'Institutas' que "o homem, ou a vontade humana, é como um CAVALO, que pode ser montado por Deus ou pelo diabo". Se alguém, ao ler isto, "chegar às lágrimas por emoção"(sic), por favor não se envergonhe.

    ResponderExcluir
  37. A propósito, se alguém tiver em sua família filho, ou filha, ou pai, ou mãe que não seja cristão, saiba que NÃO ADIANTA ORAR PELA CONVERSÃO DELES, simplesmente porque João Calvino ensina que salvação é para alguns poucos eleitos que integram o decreto predestinatório de Deus editado antes da fundação do mundo, desde a eternidade, e, portanto, irrevogável ou insusceptível de modificação para que novas admissões. Se seu filho é adepto de drogas, ou se alguém de sua família se enveredou pela criminalidade, apenas se conforme, na medida em que, pelos infalíveis ensinamentos de João Calvino, tudo o que de mal acontece representa tão-só o exato cumprimento dos desígnios imutáveis de Deus. Sem esquecer, em idêntico sentido, que, segundo o francês Calvino e seus seguidores, "ORAÇÕES NÃO ALTERAM O RUMO DOS ACONTECIMENTOS, ORAÇÕES NÃO SENSIBILIZAM A DEUS, ORAÇÕES NÃO SURPREENDEM A DEUS, ORAÇÕES NÃO EMOCIONAM A DEUS". Se você eleito, ou se você aparentemente é eleito, aguarde a chegada do céu. Se você é um réprobo ou maldito, ou condenado, aguarde as chamas do inferno. Esta é, em síntese, a "teologia" de João Calvino.

    ResponderExcluir
  38. E mais: se sua esposa grávida tiver um aborto espontâneo após meses de gestação, não há motivo para preocupação, porque o filho que ela carregava no útero ou haverá de ser Filho de Deus Eleito ou Filho do Demônio Condenado, segundo os "elevados" ensinamentos de João Calvino.

    ResponderExcluir
  39. Por último, se você tiver interesse em estudar e entender a Palavra de Deus, leia ANTES o livro "Institutas", porque nele João Calvino declarou em alto e bom som que: '...tem sido meu propósito preparar e instruir de tal modo os candidatos à sagrada teologia, para a leitura da divina Palavra, que não só lhe tenham fácil acesso, mas ainda possam nesta escalada avançar sem tropeços.' E disse mais: 'Por essa razão, aliviado será o leitor piedoso de grande aborrecimento e enfado, se à Escritura se achega premunido do conhecimento da presente obra como de um instrumento necessário.' E acrescentou o escritor francês: '...já que forçoso nos é reconhecer que de Deus procedem toda verdade e sã doutrina, ousarei, um tanto presunçosamente, afirmar, com singeleza, a opinião que nutro desta obra: é ela mais de Deus que de mim próprio. Portanto, se algum louvor
    houver ela de suscitar, a Deus se deve ela render.
    Exorto, pois, a todos quantos nutrem reverência para com a Palavra do Senhor, a que a leiam e, com diligência, a entesourem na mente; se almejam possuir, primeiro, um sumário da doutrina cristã, em segundo lugar, um meio de fruir real proveito da leitura tanto do Antigo quanto do Novo Testamentos.'
    Ou seja, João Calvino nega que as coisas espirituais se discirnam espiritualmente, porquanto ao seu estranho entendimento "as coisas espirituais se discernem calvinisticamente"(sic).

    ResponderExcluir
  40. Se você tem dúvidas sobre passagens da Bíblia, não se preocupe. Leia, antes e imprescindivelmente, as teses de João Calvino e se tornará um especialista ou um autêntico teólogo, além de ser poupado de grande enfado com a leitura bíblica sem o elevadíssimo suporte desse erudito escritor francês. Em suma, as coisas espirituais se discernem calvinisticamente. (Institutas, vol. I, págs. 44 e 45)

    ResponderExcluir